Itália: a vida em Florença

A vida em Florença é difícil de explicar. Morei um mês em um apartamento próximo a estação de trem Santa Maria Novella e depois me mudei para muito próximo ao Duomo, no centro da cidade.

Florença é uma cidade difícil de descrever. É o berço do renascimento, terra de Dante Alighieri, Michelaguelo, Rafaelo, Giotto, os Médice. A cidade tem tantas obras de artes espalhadas pelas piazzas que fica quase impossível conhecer tudo. Além da arte, Florença transpira história (alias, a Itália inteira, ne?). Com quase 400 mil habitantes em uma área que cobre 102m2, Florença é a maior cidade da região da Toscana. Com o grande número de turistas diariamente, e estudantes do mundo inteiro, a população pode chegar a 500mil habitantes.

Não existe época vazia na cidade. Inclusive no verão, quando os italianos vão para praia e fecham o comércio as vezes por um mês (sim, você leu correto, inúmeros restaurantes fechados em pleno verão para…. curtir o verão) ou no frio e chuva do inverno, a cidade é lotada de turistas. E se aprende a viver com eles (ou se irritar com eles).

O verão é incrível, amanhece as 4 am e escurece as 10 pm. Faz um calor de 45C e a água é “dura” e contém muito sal. Minha pele e meu cabelo ficaram super secos. Saia do banho e esta seco, passava a mão no braço dava para sentir o sal. Não dá nem para usar sapato direito de tão calor.

Minha vida em Florença era muito simples. Meu maior bem era Laura, minha bicicleta que comprei usada e paguei 90 euros. Da janela do meu apartamento, na Via De’caccini, se via a cúpula do Duomo de Michelangelo. Iamos para balada à pé, sempre nos encontravamos na escada de uma das igrejas com os amigos para comer queijo e tomar vinho. Aos finais de semana ou conhecia a cidade, ou viajava pela Europa num daqueles voôs baratos de promoção. Praga por 30 Euros ida e volta; Paris por 45 Euros. No primeiro mês, fiz aula de italiano na escola Linguaviva e as tardes um curso de História da Arte que falarei mais para frente. Do segundo mês para frente, fiz o estágio.

Morar em Florença é se perder e cair em uma piazza com uma estátua que quando você vai ler é de Rafaelo. É descobrir um museu novo a cada esquina, um restaurante melhor que o outro, um vinho novo a cada refeição. É aprender apreciar coisas simples e aprender a viver com pouco. É não lembrar o que é elevador pois a maioria dos prédios é tombado e não pode nem ter ar condicionado. É se irritar com os mil turistas. É se maravilhar com o Duomo e não se acostumar com ele, mesmo morando lá e passando na frente todo dia. É conhecer cada dia um lugar novo e agradecer a Deus pelas escolhas na vida que te levaram até lá.

Morar em Florença é apreciar a Itália e se revoltar com os italianos. É ver consumidor pedir desculpas porque não tinha o sorvete que ele queria (juro). É entender de onde vem tanta coisa do Brasil vem (como a burocracia, e também o falar alto e com as mãoes). É admirar a beleza dos italianos e italianas que não vão nem na esquina desarrumado. É se apaixonar por Giotto, depois amar mais Rafaelo, e se descobir suspirando por Boticceli.

É ser assediada e após rejeita-lo, ser xingada. É dar bom dia e ser seguida pelo italiano achar que você estava dando bola (???). É aprender a comer doce no café da manhã. É pedir café espresso e quase morrer de tão forte que é.

Em Florença, eu conheci irmãs, vivi aventuras, conheci muita gente, reencontrei pesssoas, aprendi a gostar de vinho, a comer devagar. Aprendi que a vida é para ser vivida e apreciada. E aprendi tanto sobre mim e a gostar da minha compania. Aprendi que não importa onde você está na vida, nunca é tarde para mudar, para atravessar a rua e para lutar pelos seus sonhos. E no meio de tudo isso, me encontrei.

Anúncios

23 comentários sobre “Itália: a vida em Florença

  1. Gostei!!! Pode ser poetisa. No parágrafo final você arrasou. Como foi morar nos States?? Conheço a europa e moro na Alemanha mas meu sonho é morar nos EUA, de preferência num estado quente pq de frio basta aqui. Abraços e parabéns pelo blog Aline.

    Curtir

    1. Hahahah vc é muito fofa.
      Eu tô devendo escrever sobre morar nos EUA, mas eu não curti muito não. Nao gosto da cultura de consumismo deles, e agora com trump ainda….
      Onde na Alemanha vc mora?
      Obrigada e muito obrigada por acompanhar ❤️

      Curtir

  2. Ola, quero morar em Florença, no final do ano definitivamente, so aguardo meu processo de cidadanza finalizar.
    O que pode dizer-me sobre custo de vida, trabalho, curso para aprimorar o sutaque italiano?

    Curtir

    1. Que legal que está com plano de morar em Firenze. Essa cidade é maravilhosa, sou bem Suspeita para falar. Entra em contato com uma agência de intercâmbio, eles te ajudarão melhor com todos os detalhes
      Buona fortuna 👍

      Curtir

  3. Olá, estou fazendo o curso de Formação em Arteterapia, sou Pernambucana e moro no Rio de Janeiro há 21 anos, fui convidada para morar e estudar História da Arte em Florença e, adorei seus comentários, só estou apreensiva por não saber o idioma. Será que devo aproveitar a oportunidade?

    Curtir

    1. Oi Áurea, tudo bem?
      Muito obrigada por acompanhar o blog. Olha, eu não posso decidir por você, ou opinar a respeito, é a sua vida :). Posso dividir a minha experiência que foi maravilhosa. Morar na Itália é demais, o idioma é importante para viver lá. Suas aulas serão em inglês?

      Curtir

    1. Oi Patricia, obrigada por acompanhar os blog.
      Eu não tenho, sinto muito. Quem organizou meu aluguel na época foi a agência.
      Você vai amar a cidade. Ela é tão maravilhosa… morro de saudades.
      Abraços

      Curtir

  4. Texto muito lindo. Inspirador para um cara como eu que está prestes a fazer essa mesma loucura. Ir em busca do meu EU. Logo ali em Firenze
    Apesar de já conhecer a cidade, meu coração ficou por lá e em breve pretendo voltar.

    Curtir

    1. Carlos, tudo bem?
      Esse estágio foi em Direito, na área do consumidor e meio ambiente.
      A agência (FRiends in the World) que me ajudou com tudo. Eles foram fantásticos durante todo processo. 🙂
      Obrigada por acompanhar o blog 🙂

      Curtir

  5. Que massa! Estava procurando informações sobre Florença, pois provavelmente (em um sonho um pouco distante) tentarei um PhD na EUI e de repente me deparei com esse texto fascinante. Parabéns! Se puder me passa teu Instagram.

    Curtir

  6. Muito bom este texto. Não morri lá, mas passei uma semana e me apaixonei. Nesta madrugada estava procurando coisas de florença e achei este texto. Me fez lembrar da excelente experiência que tive lá. Em abril estarei lá novamente.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s