Austrália: aqui existe crise sim 

Quando cheguei na Austrália em 2012, a mineração ainda estava em alta. Muitos empregos, aluguel altíssimo, salários na estratosfera, muitas obras. Claramente, Perth passava por um período de crescimento.

Minha primeira casa, pagava $350 por semana sem mobília, um studio. Para ver uma casa para alugar, tinha, pelo menos, 10 pessoas. Fomos aconselhados a ir atrás das imobiliárias para achar um imóvel, e as vezes, oferecer para pagar mais aluguel para conseguir a casa.

Muitas ofertas de trabalho. Em mineração, os salários eram altíssimos e o poder de barganha de quem trabalha nessa área, imenso. Chefs, garçom, cabelereiro, Engenheiros e muitas outras profissões na lista da imigração para sponsor.

Vi aos poucos as coisas mudarem. Minha segunda casa, paguei $420 em uma casa com dois quartos em 2013. Quando sai daquela casa, ela estava anunciada em $360. A casa que eu moro era $150 por semana mais cara. Muitas casas começaram a ficar desocupadas. Quando se anda pelos bairros, muitos cartazes de “aluga-se” ou “vende-se”. As imobiliárias te procuram, até para alugar imóveis. Hoje, o conselho é oferecer menos para alugar.

Para comprar, pode-se oferecer 10% a menos do valor anunciado. Os jornais estavam falando que pode oferecer até 14% menos. Para quem quer comprar casa é um ótimo momento.

Os salários de imigração despencaram e esse ano, Engenheiro de Minas e Petróleo sairam da lista de imigração. Comecei a ver as famílias perderem o emprego. Uma mãe que é headhunter falando que não sabia mais o que falar para as pessoas pois as oportunidades de empregos começaram, aos poucos, desaparecer. Lembro ela falando uma vez, que muitos profissionais demoraram para entender que o salário que eles tinham antes da crise, não existiam mais e que o poder de barganha acabou.

Até essa mãe perdeu o emprego (o que aqui eles chamam “made redundand”, que é como se sua vaga não precisa-se mais de gente). Até minha área, Educação Infantil, que está em alta esta sofrendo. Como as famílias estão perdendo empregos, as crianças vão menos dias para escolinha ou os pais estão tirando elas.

O governo mudou o plano de orçamento e muitos setores estão sofrendo. O atual primeiro ministro é do partido de direita (liberals) e todas as decisões que ele toma visa as empresas, diferente da oposição, o labour. Com as mudanças no plano de orçamente, alguns benefícios foram alterados como ajuda com Educação Infantil. Para incentivar as mães a trabalhar, somente recebe o benefício a mulher que trabalha. Pode ser trabalho voluntário.

Com a crise, vale a pena pensar ainda mais antes de resolver se aventuras em terras australianas. Pesquise bem, venha com dinheiro e plano B, C, D, E e F. A lista de profissões em demanda reflete um pouco esse momento da Austrália com a diminuição deprofissões. Dê uma olhada para não ter supresas por aqui.

Nota: esse post rretrata a minha percepção da crise em Perth.

 

Anúncios

13 comentários sobre “Austrália: aqui existe crise sim 

  1. A parte que fala que o governo visa mais as empresas, não entendi direito o ponto de vista. Teoricamente visar as empresas é aumentar a geração de empregos, e consequentemente ajudar os trabalhadores.
    Mas pode ser também que o governo esteja ajudando empresas a pagar dívidas e elas não tem gerado empregos. Neste caso o governo precisa rever o planejamento.
    Pensar só nos trabalhadores e não na sustentabilidade dos empregos pode gerar uma situação como se vive no Brasil.
    Espero que Perth se recupere, e logo possa extratificar a economia em outros segmentos além da mineração.

    Curtir

  2. É um problema de desindustrialização.A Austrália está ou passou por uma crise na indústria automotiva., E essa indústria é a indústria das indústrias, ou seja, uma crise forte nela pode desencadear problemas em demais setores na economia. Siderurgia, metalúrgicas e até mesmo mineração( diminui-se a demanda por minérios como ferro entre outros)..Basicamente, isso ocorre por causa de custos altos( mão de obra)….quando começa a ficar muito “caro” as empresas buscam outros mercados com gastos mais competitivos.( sudeste asiático).. É o que está ocorrendo no Brasil,, porém com o adicional da queda da construção civil. As indústrias brasileiras estão operando com capacidade ociosa, fora várias que encerraram atividades. O custo da mão de obra brasileira é cara, mas não necessariamente,pelos salários, mas sim pelos direitos dos trabalhadores…

    Curtir

    1. Industria automotiva? Não é o caso da Austrália.
      O maior setor é de serviços, não indústria.

      Sim, os beneficios no Brasil oneram muito a mao de obra do trabalhador. Aqui os salarios sao mais igualitarios, sao altos, mas o custo de vida ‘e alto tambem.

      Obrigada por comentar 🙂

      Curtir

  3. No caso australiano, creio que eles tem menos direitos laborais, porém em compensação os salários são muito bons.Temos que considerar que o setor de mineração também é muito insalubre e perigoso, o que tende a aumentar os seus vencimentos, fora que é uma indústria símbolo e fundamental para a economia local.

    Curtir

    1. O que deixava os salarios em mineracao muito alto era a mao de obra especializada mesmo. E trabalhar nas minas eh muito intenso e solitario entao se nao ganhasse bem, nao teriam trabalhadores.

      Obrigada por comentar

      Curtir

  4. Se você analisar, esses itens que foram colocados por mim são também uma das razões da Austrália abrir seu mercado de trabalho para estrangeiros. Pois, pode-se atrair mão de obra de fora remunerando -se “menos” do que os próprios nativos.. Em crise ou coisa parecida, para as empresas é uma vantagem contratar colaboradores mais baratos. E para o Governo, é uma tendência interessante, uma vez que esses imigrantes gastam no país, porque consomem produtos e serviços, ou seja, pagam aluguéis, impostos, estudam ou fazem cursos em universidades e etc.
    No caso específico do setor de mineração, esse tipo de situação é bem mais complicado para tais empregadores, até porque como se trata de uma indústria simbólica e de muito peso na economia, seus funcionários costumam contar com sindicatos fortes e igualmente com poder de negociação …portanto, exclui-se engenheiros de minas e de petróleo da lista para imigração. Caso contrário, esses profissionais teriam que ter supostamente os mesmos benefícios dos “australianos” em atividades no setor.

    Curtir

    1. Felipe,
      Então, existem leis aqui que trabalhadores estrangeiros ou não, não podem receber menos que o salário mínimo de cada área. Isso é considerado discriminação sujeito a penalidades. O que às vezes acontece é que você acaba aplicando e conseguindo trabalhar em vagas o qual tem mais experiência para entrar no mercado de trabalho. Existem abusos sim, mas as empresas grandes e sérias não correm esse risco.
      Mineração, por exemplo, exige uma mão de obra específica e qualificada, a australia até importou mão de obra pagando salários altíssimos.
      Não entendi o que você quis dizer com industrial simbólica.
      Você está confundindo bastante a australia com o Brasil, o relacionamento aqui com sindicato é beeeem diferente.
      Se exclui os engenheiros da lista por conta da crise mundial. A demanda diminuiu e não precisa-se mais de tanta gente.
      E estrangeiro ou não, os benefícios são os mesmos dos australianos.

      Curtir

  5. Somente discordo da questão da crise mundial. Pois, o mundo não está em crise econômica necessariamente, embora alguns países possam estar.(Brasil por exemplo). No entanto, existe uma tendência dos EUA e da China entrar em crise, o que poderia desencadear de fato uma crise mundial…

    A economia da Austrália é maior no setor de serviços realmente, assim como Brasil também … mas o problema é que muitas empresas de serviços são basicamente “prestadoras de serviços” e tem na indústria automotiva e metalúrgica entre outras seus principais clientes. .. Firmas de engenharia e automação, logistica, publicidade ou marketing,, assessoria empresarial, alimentício(restaurantes e bares dentro de unidades fabris ou fora) e até mesmo escritórios de advocacia etc. Em resumo, fechar fábricas importantes pode ocasionar dificuldades para empresas em vários segmentos do setor de serviços.

    Quanto aos salários de mineração, é como você escreveu… não sei como é exatamente na Austrália, mas normalmente esses profissionais trabalham também durante menos tempo em virtude da insalubridade(20, 25 anos)…até porque se não tiver um atrativo financeiro de fato, dificilmente se teria trabalhadores como você mesma mencionou.

    Curtir

  6. o maior investidor da australia é a china, e a china esta desacelerando…com isso vai levar a australia junto principalmente na parte de mineração, pois a china esta com um estoque grande de minério sem poder comprar de ninguem…

    Curtir

    1. Exatamente. A China está desacelerando a economia, com possibilidade de entrar numa crise de proporções muito sérias…o problema que vejo na Austrália é que sem as exportações de minérios para a China principalmente, como é que o mercado interno vai absorver boa parte dessa mesma produção de minérios, uma vez que o país é pouco industrializado. Como ficaria esse setor de mineração na Austrália…

      Curtir

      1. Felipe, a Austrália fornece 30% dos minérios do mundo. Se não demanda externa, não absorve. Por isso que é um mercado de exportação. E outra, faz 10 anos que falam que a China vai desacelerar….

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s