Austrália: Trabalhar em sua área de atuação

Quem não sonha em mudar de país e trabalhar na sua área? Todo mundo que vem para a Australia pensando em ficar um tempo. Trabalhar na área pode demorar um pouco de tempo e custar bastante dinheiro.

Vamos para o primeiro e mais importante item de todos: o inglês, que é requisito fundamental. Conheço um headhunter aqui e ela disse que já teve que recusar emprego para várias pessoas por conta do inglês, mesmo a pessoa tendo todas as qualificações e experiências da vaga. Portanto, foque no inglês.

O seu inglês é ótimo e fluente? Então vamos para a segunda etapa: o Curriculum. Aqui é muito diferente do Brasil. Sempre ouvi, minha vida inteira, que o CV tem que ter no máximo 2 páginas, o mais conciso que voê for, melhor. Quem ler o seu CV irá ficar curioso e perguntar na entrevista os detalhes. Aqui é o oposto. Seu CV tem que ter TUDO que você já fez, nos detalhes. Em média os CV’s aqui tem 8 a 10 páginas.

Referências é algo super importante. Pense com muito cuidado quais serão as suas. Coloque telefone da pessoa no Brasil e email pois eles podem (e normalmente vão), entrar em contato. Estudar aqui pode ajudar, pois te ajudaa conhecer gente que podem ser suas referências. Algo que faz diferença é ter referência aqui na Austrália, o que me leva para o próximo item: experiência na australia.

Imagino você agora pensando “como vou ter experiência na Austrália se acabei de chegar?”. Exato. Esse é um dos grandes problemas deum mercado fechado como o de Perth. Até porque até australiano que muda da costa leste para cá tem esse problema. Como resolver? Fazer trabalho voluntário é uma ótima, participar de programas de verão das empresas (para os que estudara aqui), conseguir um trabalho voluntário ou não em uma pequena empresa.

Algumas profissões precisam ter o diploma reconhecido aqui an Austrália (enfermeiro, médico, saúde em geral, advogado). O processo depende de cada profissão, a Mariana Camargo escreveu um posto muito legal sobre a jornada dela para ter o diploma de advogada reconhecido.

As profissões de saúde são mais complicadas, tem-se que fazer provas, tirar uma nota alta no IELTS, tem que fazer plantão/estágio e todo processo demora. Vale lembrar que nem toda profissão precisa ser reconhecida na Austrália para fins de trabalho, portanto eu acho válido consultar o site da imigração ou um agente para checar.

Outro fator muito importante na hora de conseguir emprego na área é o visto. Existem casos sim de pessoas que procuram empresas dizendo que precisam do visto e as empresas topam em esponsora-la. Hoje, 2014, Perth e o estado de WA não esta muito bem das pernas. Mineração esta um pouco em crise e vim para cá esperando que irá encontrar um trabalho que irá de esponsorar é um tanto arriscado. A demanda por trabalho esta alto e se a empresa tiver que optar entre um Australiano e você, irá escolher o australiano.

Sem direito a trabalho você não conseguirá um emprego. Parte do processo seletivo é mostrar o visto que você tem, tem empresas que colocam na descrição da vaga e algumas só aceitam australianos. E nem pense em mentir porque a empresa vai descobrir (eles ligam para a imigração) e você estará queimado no mercado e correndo um sério risco com a imigração.

Entender o mercado australiano é algo super importante para quem busca emprego. As vezes até descobrir o nome do seu cargo, demora um pouco.

Umas das coisas mais bizarras daqui: você precisa entrar em contato com os Headhunters, (bem primeiro descobrir quem eles são) e ligar semanalmente perguntando se tem vaga. Não são eles que te caçam, como é no Brasil. Uma headhunter que conheci disse que precisa-se “atormentar” o headhunter senão ele esquece de vocên (?).

Para conhecer as pessoas que atuam na sua área, vá a eventos de networking. Garimpe na internet quais e quando serão para se apresentar para as pessoas. O primeiro emprego do meu marido na área foi em uma consultoria pequena o qual ele conheceu o dono em um evento de networking. Se em São Paulo, com 18 milhões de habitantes networking é importante, imagina em Perth, uma cidade de 2 milhões com cabeça de interior? Conheça as pessoas.

Algumas dicas:

– Gaste tempo com seu CV: um CV muito bem escrito, com detalhes, um inglês perfeito e uma excelente cover letter contendo os requisitos da vaga e descrevendo que você tem cada um deles, podem determinar as suas chances;

– “Caçe” o headhunter, ligue toda semana para saber se tem vagas novas;

– Você precisa de referências que vão receber ligações de empresas para realmente dar referência;

– Se o seu inglês não é muito bom, você terá mais dificuldade em achar um emprego na área;

– Sem visto de trabalho, a chance de conseguir uma entrevista é bem baixa;

– Dependendo da sua área você precisa reconhecer seu Diploma aqui na Australia, o que leva tempo e custa bem caro;

– Ir em eventos de networking é uma forma ótima de conhecer pessoas;

– As vezes se oferecer para trabalhar de graça por um tempo, ajuda a empresa a te conhecer e eventualmente, te contratar;

– Prepare-se para entrevista, conheça a empresa;

– Não desanime com o primeiro, o segundo, o vigésimo não. Pense que você precisa de um “sim”;

– Demora, meu marido que é Engenheiro Químico mas nunca trabalhou na área técnica e fez um MBA em óleo e gás em uma das melhores universidades da Australia, Curtin Technology, demorou quase um ano para conseguir um emprego.

Para quem quer esta pensando em vim vale a pena dar uma olhada em como anda o mercado aqui, através do seek.

Para quem quer esta pensando em vim vale a pena dar uma olhada em como anda o mercado aqui, através do http://www.seek.com.au. Eu não sou especialista em nenhuma área então fica difícil responder a campeã das perguntas “como está a área x no mercado? ”. Por isso, olhar os sites de emprego dá uma boa ideia de quantas vagas tem disponível, qual a qualificação que é exigida, qual o salário médio.

Outra pergunta recorrente é se a profissão está na lista de demanda da Austrália. Todo ano a lista muda, verifique no site da Imigração Australiana. Esse ano, duas profissões em alta nos últimos 10 anos saíram da lista: Engenheiros de Petróleo e Mineração. A crise.

*Originalmente publicado no blog Brasileras pelo Mundo 

Anúncios

3 comentários sobre “Austrália: Trabalhar em sua área de atuação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s