Dirigir na Austrália

Entre muitas aventuras que enfrentamos na Austrália, dirigir é uma delas. Não se compara a sobreviver aos animais perigosos, entender o inglês e as gírias, sobreviver ao verão, a caça ao imóvel, depois a caça ao trabalho, viver longe da família, se virar sozinho em tudo, a faxina australiana, mas dirigir esta entre as coisas mais diferentes que já fiz.

A primeira peculiaridade: aqui é mão inglêsa. E mão inglêsa não signifca somente dirigir do lado “ërrado”, mas as placas, as entradas, o lado de virar na rua, até quando for atravessar a rua para que lado olhar. Por alguns meses, eu sentia como se tudo estivesse invertido. Com o tempo você acostuma, claro, mas até hoje, 6 anos de Austrália ainda olho para os dois lados antes de atravessar e cruzar a rua.

O lado que se dirige no carro é diferente também. Por meses me senti no passageiro e até hoje ainda as vezes vou entrar no carro para dirigir pela lado esquerdo. Tudo muito confuso.

Tenho a sensação as vezes que é um pouco perigoso para quem esta acostumado a vida inteira a dirigir de um lado, dirigir do outro pois na hora da emergência, o cérebro usa o que esta acostumado. Meu marido já deu PT em um carro aqui por conta disso, lá no começo. Todo cuidado é pouco até se acostumar com essa novidade

Pode-se dirigir com a carteira de motorista brasileira contanto que você carregue a tradução juramentada e ela esteja válida. Cada Estado tem as suas normas. Aqui em Western Australia (Austrália Ocidental), você pode dirigir com a brasileira durante a validade da mesma sem precisar tirar a carteira de motorista australiana. Maioria dos Estados é a mesma regra, mas vale sempre a pena checar nesse site aqui.

Assim que se obtem a Residência Permanente, precisa-se tirar a carteira Australiana. Os procedimentos são: em geral, como mencionado acima, , você pode dirigir com sua carta brasileira, contato que você ande com uma tradução juramentada em inglês junto. Regra geral aqui. Se você não tem carta no Brasil o proceso é diferente. Tem que fazer aulas, passar um ano com a permissão para dirigir e o processo inteiro custa em torno de $1000. Você pode fazer as provas quantas vezes precisar se repetir. A grande vantagem é que a Carta de Motorista vale na Austrália inteira como documento. O processo para tirar a carta aqui, se você já tem a sua brasileira é o seguinte:

  • Você vai até o Departamento de Transito e dá entrada preenchendo um formulário. Leve passaporte, a carteira de motorista.
  • A prova teórica custa $30 e você faz em um computador no Departamento mesmo. Aconselho a ler manual com as regras de trânsito, pois elas são bem diferentes do Brasil. Lembrando sempre que a Austrália é mão inglesa.
  • Se sua carteira no Brasil estiver vencida ou você não tem carteira de motorista, após passar na prova teórica, terá que usar um adesivo com a letra L de “learners”(aprendendo) até passar na prática, ou por um ano, se é sua primeira carteira. Nesse um ano você não pode ter nenhuma multa ou o processo começa do zero.
  • Prova prática: custa $70 e você precisa levar um carro. Eu sei, bizarro. São 4 etapas, fazer uma baliza em uma vaga de shopping, dirigir parar e voltar para onde estava, dirigir perto de uma área específica (escola, por exemplo). Mais informação aqui.

As estradas são maravilhosas, nada de buracos.Algumas regiões são bem remotas e é aconselhavel avisar as autoridades que você esta passando por lá, pois se algo acontece (fura um pneu, ou acaba gasonila), alguém vai te socorrer. Durante o verão, al;hgumas regiões são não recomendadas por conta do calor no asfalto que pode até estourar o pneu. Vale sempre a pena pesquisar a rota e o destino antes de viajar.

Os maiores perigos são os cangurus, por isso é recomendável dirigir de dia nas estradas. Quando entardece, os cangurus mudam de lugar e eles não sabem que tem uma estrada no meio do caminho deles. Vários acidentes acontecem por conta dos nativos.

Estava viajando final de tarde uma vez e tomei o maior susto porque um pássaro nativo se chocou com o vidro do carro. Quase morri de susto e dó dele. Um canguru faz um estrago bem maior.

As regras de trânsito são diferentes. Por exemplo, existe uma regra de ter que checaro ponto cego do carro com os olhos, chamaod “head check”. Você precisa virar o corpo e olhar para tráz antes de mudar de pista, entrar na rua, etc, não basta olhar no retrovisor. No começo achei estranho pois sempre aprendi que você nunca tira os olhos da rua/estrada (na sua frente), mas hoje parece mais seguro.  Outra regra é a da rotatória. No Brasil quem esta na rotatória tem a preferência, aqui quem esta á direita tem preferência. As pessoas nem olham para esquerda, só para direita. E tem que dar seta em todo trajeto pela rotatória. Por exemplo se você esta indo reto, dá seta á esquerda porque esta entratando na rotatória, ai á esquerda de novo porque esta saindo.

E uma coisa que acho bem legal é que nos feriados, férias ou datas comemorativas tem um algo chamado “double demerit” dupla penalidade. Se você comete alguma infração custa o sobro em dinheiro e em pontos.

A tolerância com beber e dirigir é um drink, que eles chamam “standard drink” e agora estão pegando pesado com celular no volante. Multa é de $400 e estão instalando radares com alto alcance para pegar a distância quem usa celular dirigindo.

Tudo questão de adaptação. Hoje quando dirijo no Brasil me confundo toda. Principalmente porque nunca dirigi carro manual aqui, mas claro que só basta alguns dias para relembrar.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Dirigir na Austrália

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s